fbpx

A FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares associou-se à confederação FoodDrinkEurope no lançamento, em Portugal, dos The Foodies, para premiar micro, pequenas e médias empresas do setor agroalimentar, em toda a Europa, em áreas como sustentabilidade ambiental e social e inovação.

O prémio divide-se em três categorias: The Greener Planet Award, para iniciativas na área da redução do impacto ambiental, podendo contemplar projetos desde a diminuição das emissões de carbono à melhoria de embalagem; The Healthier Living Award, no campo da promoção de estilo de vida saudáveis e iniciativas como desenvolvimento de novos produtos e reformulação ou ações junto da comunidade; e Next-Gen Innovator Award, que pretende premiar jovens empreendedores e start-ups dedicadas ao desenvolvimento de sistemas alimentares mais resilientes, sustentáveis e seguros. 

The Foodies

“A indústria portuguesa agroalimentar é um ótimo exemplo de inovação nestas áreas, sendo, por isso, muito importante que as nossas PME se candidatem aos The Foodies e demonstrem o seu valor”, sublinha Pedro Queiroz, Diretor-Geral da FIPA. “Numa altura, as empresas se deparam com os desafios criados pela COVID-19, estes prémios assumem uma importância ainda maior ao pretenderem reconhecer o empenho de um tecido empresarial, maioritariamente composto por micro, pequenas e médias empresas e que continua a inovar em prol da sua resiliência e solidez no mercado, junto do consumidor e na comunidade”, acrescenta.

 

A estes prémios europeus podem candidatar-se empresas que empreguem menos de 250 pessoas e que tenham um volume de negócios anual não superior a 50 milhões de euros e/ou um balanço total anual que não exceda os 43 milhões de euros. Já na categoria “Next-Gen Innovator Award”, os candidatos devem ter 40 anos ou menos com uma empresa em fase de arranque.

As candidaturas podem ser feitas, até 31 de maio, no microsite www.thefoodies.eu ou basta que os candidatos enviem um tweet para @FoodDrinkEU, usando #TheFoodies, com breve descrição do projeto.

Na primeira etapa de avaliação são selecionados 15 projetos em cada categoria, que serão contactados para partilha de informações mais detalhadas. A partir daqui, na segunda etapa, serão escolhidos os cinco melhores projetos por categoria e, na última fase, um júri independente (que incluirá, por exemplo, um eurodeputado, um representante da Comissão Europeia e um membro da FoodDrinkEurope) selecionará os vencedores do 1º, 2º e 3º lugares para cada categoria, que serão revelados em setembro deste ano