fbpx

“Inovar, Evoluir e Reciclar” foi o tema das Jornadas Técnicas da Sociedade Ponto Verde (SPV) 2021, cujo objetivo é partilhar conhecimentos sobre sustentabilidade e reciclabilidade das embalagens.

Num formato totalmente digital, participaram o Secretário de Estado do Comércio e dos Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres, e a Secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa. A SPV reuniu assim vários clientes e especialistas para debater novidades, inovação e desenvolvimentos na cadeia de valor das embalagens e fomentar a capacitação das empresas para um futuro mais circular.

Jornadas SPV

Para João Torres, “as empresas, os consumidores e as organizações da administração pública têm de se adaptar de forma a criarmos um contexto mais favorável para materializar e empreender a sustentabilidade ambiental.”

Inês dos Santos Costa, Secretária de Estado do Ambiente, afirmou que “estando nas Jornadas da Inovação, é importante recordar também os desafios que se colocam a esse nível e no papel que as entidades gestoras, como a SPV, têm para lá da gestão de fluxos financeiros do sistema, da comunicação e do apoio à investigação e ao desenvolvimento. Mais do que apoiar a investigação é também importante pensar na inovação para a melhoria e eficácia do próprio sistema e no apoio aos produtores, de forma a garantir que as metas são cumpridas.”

Na abertura destas Jornadas, António Nogueira Leite, Chairman da SPV, destacou a necessidade de responder aos desafios da nova economia com políticas cada vez mais assentes em inovação, sustentabilidade e em soluções que promovam a transição verde e digital. Sendo a inovação central em toda a estratégia da transição verde, vai desde a procura de embalagens “eco friendly” até ao consumo de produtos com menos impacto no ambiente, passando pela reutilização de embalagens.

Ana Trigo Morais, CEO da SPV, fechou o evento reforçando esta ideia e afirmando que governos e instituições têm no ambiente e na economia verde um dos focos daquele que é o futuro em que se quer apostar, sendo preciso que as empresas e as entidades como a SPV se alinhem para dar resposta e continuidade a esta aposta. Com um foco na sua renovada Estratégia de aceleração da Inovação, a SPV coloca ao serviço dos seus clientes um conjunto de ferramentas que permitem melhorar o perfil ambiental das embalagens rumo à Economia Circular.

A Sociedade Ponto Verde é uma instituição privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens, promovendo a economia circular.